ENCONTRAR SIGNIFICADO NO SEU TRABALHO: A FILOSOFIA IKIGAI

ENCONTRAR SIGNIFICADO NO SEU TRABALHO: A FILOSOFIA IKIGAI

Longos dias no trabalho, mudanças repentinas, tarefas monótonas e repetitivas, às vezes levadas a cabo durante anos sem qualquer feedback do empregador, podem causar desmotivação, insatisfação, e desconforto. Tudo isto pode ser agravado pela perceção de fazer coisas desnecessárias ou desperdiçar tempo precioso, e também por um sentimento de vazio. Não é fácil encontrar um equilíbrio entre o trabalho e “fazer o que se gosta”. Alguns de nós têm sorte e têm um trabalho de que gostam; outros, contudo, são forçados a permanecer num trabalho que simplesmente lhes permite ganhar um salário.

Para viver num estado real de bem-estar, é necessário dar significado à sua própria vida, e encontrar um propósito para a sua existência, e isto também é verdade no trabalho. Por conseguinte é importante ser-se capaz de encontrar o significado profundo do seu trabalho, perceber os seus próprios valores, e perguntar a si próprio se coincidem com os da empresa.

Nesse sentido, a filosofia Ikigai pode ajudar bastante.

A filosofia Ikigai é uma filosofia japonesa antiga que se encontra espalhada na população que provou ter a maior longevidade no mundo. Pode-se traduzir por propósito, razão para viver ou existir (“iki” = vida + “gai” = valor).

A filosofia Ikigai é identificada na interseção das seguintes áreas:

  • PAIXÃO: O que você adora fazer. O que adora fazer e quer realmente fazer, no seu trabalho e no seu tempo livre? Toda a gente tem uma motivação forte e talvez os desejos das pessoas nem sempre correspondam à atividade que gera um rendimento.
  • VOCAÇÃO: O que você é capaz de fazer (no seu melhor). Em que é que você é bom? Que competências tem? Toda a gente tem um conjunto de competências, mas esse conjunto nem sempre condiz com aquilo que gostaria de fazer, ou faz como trabalho.
  • MISSÃO: O que o mundo precisa. Do que é que o mundo do trabalho está à procura em termos de competências? Esta é uma questão que entra na esfera da missão pessoal; no ambiente de trabalho, também é sobre expectativas que os outros têm sobre nós.
  • PROFISSÃO: O que você pode fazer para ser pago. Por que atividades ou competências você poderia ser remunerado ou pago? Deverá ter em mente que, para cada pessoa, os limites entre as diferentes áreas estão em movimento contínuo no tempo: as vicissitudes da vida e muitas variáveis podem afetar desvios entre as áreas.

COMO É QUE O IKIGAI AFETA O SEU TRABALHO?

  • Boa disposição e menos stress: se estivermos satisfeitos com o nosso trabalho, vamos inevitavelmente sentir-nos realizados.
  • Maior empatia e melhores relações: quando você se envolve naquilo que adora fazer para outras pessoas, e se sente parte de uma comunidade de trabalho, o resultado serão melhores relações e, consequentemente, um ambiente de trabalho mais agradável.
  • Melhores produtividade e desempenho.
  • Autoconfiança aumentada.

“Só mantendo-se ativo fará com que queira viver cem anos.”

Provérbio japonês

Artigo escrito por Silvia Zoni, doutorada em Medicina Ocupacional, Psicóloga, Psicoterapeuta, Consultora | LinkedIn